• Tiago José da Silva

O cosmonauta que orbitou a Terra sozinho em uma aeronave



A primeira pessoa que foi ao espaço e voltou com vida foi Iuri Gagarin, cosmonauta, tenente da força aérea russa. Foi no tempo da Guerra Fria. Em disputa com os Estados Unidos na exploração espacial, aconteceu de a União Soviética apressar seus experimentos, enviando a espaçonave Vostok.


Alguns equipamentos eram precários, mas para os padrões tecnológicos daquela data — 12 de abril de 1961 — a viagem foi um sucesso.O objetivo era colher informações básicas, obter dados, inclusive fotografias da Terra.


Imagine a coragem e o treino exigíveis a uma pessoa, além da firme decisão em contribuir! Os detalhes e o desenrolar da viagem são impressionantes: confira neste artigo.


Performance de herói

A altitude que a nave atingiu — pouco mais de 300 quilômetros — seria suficiente para ela orbitar, fazer o seu trabalho e, por fim, obedecer a gravidade e retornar. Ainda assim, a altitude da cosmonave foi maior que o esperado.


Os freios felizmente funcionaram e Gagarin desempenhou bem sua função. O fator tempo, ali, era muito importante! Havia suprimentos para mais de uma semana de vida no espaço, mas cada minuto e cada centímetro de viagem poderiam significar muito em um cálculo final.


Histórias de cosmonauta para contar

Algumas narrativas sobre a missão do cosmonauta Iuri Gagarin afirmam que ele voltou ao solo terrestre em apenas horas. Outras contam que ele teve que orbitar durante muito tempo para, finalmente, posicionar-se, tendo em vista o local do pouso: a base de onde tinha partido.


Vale lembrar que outra missão do país de Gagarin, com cães como tripulantes, necessitou destruir a nave. Embora esta fosse pousar perfeitamente, seria em solo fora das fronteiras soviéticas, e as informações, os registros ali contidos, corriam sério risco.


Da vez do cosmonauta a aterrissagem foi realizada com sucesso, embora ele tenha sido obrigado a se ejetar da espaçonave. A cápsula girou descontroladamente e a temperatura extrapolou o tolerado por ele. O herói desceu de paraquedas e pousou, isso a quilômetros da base.


O fato de tripulante e foguete não terem pousado juntos atrapalharia, em termos de reconhecimento da missão como oficial. Mas isso é outra história!


Qual parte desse acontecimento te emociona mais? Comente!


12 visualizações0 comentário